A Villa Ephrussi de Rothschild, joia de Saint-Jean-Cap-Ferrat

Aninhada na exuberante península de Saint-Jean-Cap-Ferrat, a Villa Ephrussi de Rothschild é uma das jóias escondidas da Côte d’Azur. Este edifício, um testemunho do requinte do início do século XX, foi outrora a casa de Béatrice Ephrussi de Rothschild, uma mulher apaixonada pela arte e pela beleza. Ao passear pelas salas opulentas da villa, os visitantes são transportados no tempo, cativados por uma impressionante coleção de obras de arte e antiguidades. Mas o encanto não pára nos portões desta residência. Os jardins, meticulosamente dispostos de acordo com nove temas distintos, oferecem uma fuga botânica para deleitar os sentidos. Quer seja a sua primeira visita ou seja um visitante habitual deste refúgio de paz, este artigo irá guiá-lo através da história, dos tesouros escondidos e das anedotas deste local icónico. Embarque numa viagem para descobrir um dos tesouros mais preciosos da Riviera Francesa.

História de uma vila majestosa

Evocando o esplendor da Belle Époque, a Villa Ephrussi de Rothschild, também conhecida como Villa Île-de-France, reflecte uma época sumptuosa, marcada por um renascimento cultural e artístico na Europa. Imbuída desta atmosfera de opulência, a villa é obra da Baronesa Béatrice Ephrussi de Rothschild, uma mulher de rara elegância, colecionadora astuta e mecenas das artes. As fundações desta majestosa villa cor-de-rosa foram lançadas em 1905 e a sua construção foi concluída em 1912. Inspirada nos palácios do Renascimento italiano, a villa ergue-se orgulhosamente numa colina sobranceira a Saint-Jean-Cap-Ferrat, oferecendo aos visitantes uma vista panorâmica de cortar a respiração sobre as águas cintilantes do Mediterrâneo. Quanto à sua arquitetura, é o resultado de uma simbiose perfeita de diferentes épocas e culturas. Os estilos gótico, renascentista e clássico misturam-se harmoniosamente para criar uma residência única. Cada divisão, cada recanto desta villa está impregnado de história e é um testemunho do passado. As colecções que alberga reflectem as paixões de Beatrice: delicadas porcelanas da dinastia Qing, pinturas de mestres europeus, tapeçarias preciosas e muitos outros tesouros. Cada objeto cuidadosamente escolhido conta uma parte da história da arte, da cultura e do gosto refinado da sua proprietária.

Os jardins de estilo francês da Villa Ephrussi são inspirados nos châteaux do Vale do Loire.
Os jardins de estilo francês da Villa Ephrussi são inspirados nos châteaux do Vale do Loire.

Os jardins do Ephrussi de Rothschild

Se a Villa Ephrussi de Rothschild cativa pela sua elegância e história, os jardins que a rodeiam são também um convite à evasão. Com nada menos que sete hectares, estes jardins foram cuidadosamente concebidos e dispostos de acordo com os desejos e a inspiração de Béatrice Ephrussi de Rothschild. Cada recanto destes jardins é fruto de viagens, de paixões e do sonho de criar um paraíso terrestre. Os nove jardins temáticos que compõem este espaço verde são, cada um deles, uma ode a uma cultura ou a uma época específica. O jardim francês, com as suas bacias simétricas, os seus parterres geométricos e as suas estátuas imponentes, evoca os grandes jardins dos castelos do Loire, como os de Chambord. O jardim espanhol, com os seus pátios de azulejos e plantas mediterrânicas, transporta-nos para o calor da Andaluzia. O jardim florentino, com os seus terraços, pérgulas e limoeiros, faz lembrar as villas italianas do Renascimento. O jardim exótico, onde florescem cactos, suculentas e palmeiras, oferece uma misteriosa paisagem desértica. Uma visita aos jardins também desperta os sentidos. O olfato é estimulado pela fragrância inebriante das rosas, a visão é deslumbrada pela dança das azáleas na primavera e pelas cores cintilantes dos cactos no verão, e a audição é tranquilizada pelo murmúrio suave das fontes e pelo farfalhar das folhas ao vento. Cada estação traz as suas próprias surpresas e maravilhas, o que faz dos jardins do Ephrussi de Rothschild um lugar de descoberta e de encantamento permanentes.

Os espaços interiores

Ao atravessar os majestosos portões desta residência, somos imediatamente transportados para o mundo de Béatrice Ephrussi de Rothschild, numa época em que o requinte e a paixão pela arte imperavam. Cada divisão da villa é um convite a uma viagem no tempo e na cultura. Os espaços interiores, concebidos com uma atenção meticulosa aos pormenores, albergam tesouros de arte acumulados por Beatrice durante as suas numerosas viagens. Desde as salas de estar aos quartos e galerias, cada divisão revela obras de arte meticulosamente seleccionadas: pinturas de mestres, porcelanas do Extremo Oriente, tapeçarias europeias, mobiliário de época e muitas outras maravilhas. O Salon Rose, por exemplo, é um tributo à feminilidade e à elegância, com as suas nuances delicadas e ornamentos preciosos. A Sala de Jantar Azul, por sua vez, reflecte a paixão de Beatrice pela arte da mesa e oferece uma vista deslumbrante sobre os jardins e o mar. As visitas guiadas oferecem a oportunidade de conhecer melhor a história da villa, as anedotas ligadas a Beatrice e as particularidades das colecções. São também organizados regularmente eventos especiais e exposições temporárias, que acrescentam uma dimensão extra à descoberta do sítio.

Um salão com vista para o Mediterrâneo
Um salão com vista para o Mediterrâneo

O restaurante e a sala de chá

O salão de chá, com a sua decoração elegante e grandes janelas com vista para os jardins, oferece um ambiente tranquilo para saborear uma seleção de chás finos e deliciosos bolos. É o local perfeito para fazer uma pausa depois de explorar os opulentos quartos e os luxuriantes jardins da villa, embalado pelo suave murmúrio das fontes próximas. Quanto ao restaurante, estabeleceu-se como um destino gastronómico popular em Saint-Jean-Cap-Ferrat. Com um menu inspirado na cozinha mediterrânica, cada prato é uma homenagem aos sabores locais, preparados com ingredientes frescos e cuidadosamente seleccionados. O ambiente elegante e íntimo é complementado por um terraço com vistas panorâmicas sobre o Mediterrâneo. Jantar aqui enquanto o sol se põe, tingindo o mar de tons dourados, é uma mistura impressionante de prazeres gustativos e visuais, reflectindo tudo o que a Villa Ephrussi de Rothschild tem para oferecer.

Anedotas e curiosidades sobre a villa

Ao longo dos anos, a Villa Ephrussi de Rothschild tornou-se muito mais do que uma simples residência da Belle Époque. A Villa Ephrussi de Rothschild tornou-se muito mais do que uma simples residência da Belle Époque, pois está impregnada de história e encantou muitos visitantes, alguns dos quais famosos, o que contribuiu para a sua aura mística. Entre os convidados ilustres que pisaram os pisos de mármore da villa encontram-se nomes como Yves Saint-Laurent, o génio da moda, e o ícone do cinema Audrey Hepburn. Diz-se que durante a sua visita, Yves Saint-Laurent ficou tão inspirado pelos jardins que esboçou alguns desenhos para as suas futuras colecções. Quanto a F. Scott Fitzgerald, embora seja especulativo, persistem os rumores de que se inspirou na villa para certas passagens de “Tender is the Night”. Mas para além destes hóspedes de prestígio, a villa esconde muitos segredos. Por exemplo, a paixão de Beatrice pela botânica era mais do que um mero capricho. Ela supervisionou pessoalmente a importação de espécies raras, incluindo orquídeas da América do Sul, que exigiam cuidados especiais e atenção para se aclimatarem. Atualmente, algumas destas plantas, outrora estrangeiras, florescem orgulhosamente no jardim exótico. Em termos culturais, a Villa Ephrussi deixou a sua marca muito para além das fronteiras de Saint-Jean-Cap-Ferrat. Serviu de cenário majestoso para o filme “La Piscine”, no qual Alain Delon e Romy Schneider contracenaram numa atmosfera carregada de tensão e sedução. Os jardins, os terraços e o interior sumptuoso da villa foram também apresentados, reforçando o seu estatuto de símbolo de luxo e requinte na Côte d’Azur. Muitos escritores e realizadores continuam a inspirar-se na aura única da villa para as suas criações, projectando-a para a posteridade.

A Villa Ephrussi de Rotschild: uma ode à beleza

Situada nas alturas de Saint-Jean-Cap-Ferrat, a Villa Ephrussi de Rothschild destaca-se não só como um monumento histórico, mas também como um símbolo da excelência artística da Côte d’Azur. A sua arquitetura requintada, os seus jardins de cortar a respiração e as suas impressionantes colecções de arte fazem dela um local de visita obrigatória para qualquer visitante. Mais do que um simples mergulho no passado, a villa oferece uma viagem de sonho ao coração da Riviera. Para os amantes da história, da arte ou da serenidade, a villa promete momentos inesquecíveis.

Para preparar a sua visita, visite www.villa-ephrussi.com/fr

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

SPONSOR

spot_img

LATEST

Menton: a pérola de luz da Côte d’Azur

Aninhada entre as montanhas da Côte d'Azur e as águas cintilantes do Mediterrâneo, Menton é muitas vezes referida como "A Pérola de França". Esta...

A Patrouille de France: 70 anos de acrobacias aéreas

Este ano, a Patrouille de France celebra o seu 70º aniversário. Verdadeira instituição da aviação francesa desde 1953, a PAF surpreende os fãs da...

Tudo sobre a Basílica de Notre-Dame de Fourvière em Lyon

A Basílica de Notre-Dame de Fourvière é um edifício religioso situado em Lyon, na região de Auvergne-Rhône-Alpes. Construído no topo da colina Fourvière, tem...

Tudo sobre o Futuroscope, o parque temático multimédia

Desde 1987, o Futuroscope faz as delícias dos visitantes de todo o mundo com as suas inovadoras atracções multimédia. Este parque temático, situado perto...

Roland Garros, o torneio de ténis francês

Roland Garros é um torneio de ténis francês que se realiza todos os anos em Paris. Realizado em campos de terra batida, é um...