À descoberta de Etretat e das suas falésias

Etretat é uma comuna francesa situada na Normandia e famosa pelas suas falésias de giz branco que se elevam até 80 metros. Estância balnear desde o século XIX, Etretat foi também uma fonte de inspiração para pintores e escritores famosos, como Claude Monet e Maurice Leblanc. Situadas a norte de Le Havre, na costa da Mancha, as falésias de Etretat atraem todos os anos cerca de um milhão de turistas franceses e estrangeiros. Neste artigo, vamos descobrir as diferentes falésias presentes na comuna de Etretat, detendo-nos nos locais a não perder e nas personalidades que contribuíram para a fama do local.

A história da comuna de Etretat

Etretat é uma pequena cidade costeira situada na costa do Alabastro, perto do estuário do Sena, e conhecida em todo o mundo pelas suas majestosas falésias esculpidas com 3 arcos sucessivos. Etretat fica a 25 quilómetros a norte de Le Havre e a 70 quilómetros de Caen e Rouen. Um passeio até às falésias de Etretat é também uma obrigação para os muitos turistas que ficam na Normandia ou no Pays de Caux, em Deauville ou Honfleur. Antiga aldeia piscatória, Etretat viu a sua actividade piscatória ser substituída pelo turismo durante a Revolução Francesa. Nessa época, um projecto de construção de um porto militar foi ordenado por François I, rei de França, mas o projecto foi definitivamente abandonado durante o reinado de Napoleão I. No século XVIII, a comuna de Etretat cultivava ostras para Maria Antonieta, que as entregava durante a noite no Palácio de Versalhes para conservar a sua frescura. Os restos de uma exploração de ostras cultivadas em Etretat podem ser vistos actualmente no fundo da falésia de Aval. A partir de 1850, o número de barcos de pesca ancorados em Etretat diminuiu drasticamente para apenas uma unidade, sendo gradualmente substituídos por canoas que pescam na costa até à cidade de Dieppe. Alphonse Karr, autor de um romance de sucesso sobre Étretat, em 1836, contribuiu grandemente para o desenvolvimento desta pequena estância. Foram construídas estradas para as cidades de Fécamp e Le Havre e foi lançado um projecto de estância balnear. Numerosas moradias elegantes apareceram na comuna de Etretat e os primeiros investidores foram os artistas da Ópera de Paris. A proximidade de Le Havre e de Paris, bem como as pinturas das falésias de Claude Monnet, contribuíram para a reputação internacional de Etretat.

A falésia do Aval e a agulha oca de Etretat
A falésia do Aval e a agulha oca de Etretat

As falésias de Etretat

As falésias de Etretat são compostas principalmente por calcário do Cretácico, ou seja, essencialmente giz branco com sílex, o que explica a presença de seixos na praia. Com efeito, após o desmoronamento das falésias, o calcário, em contacto com a água do mar, dissolve-se e a acção das ondas em movimento acaba por polir o sílex, que se transforma assim em seixos. As falésias de Etretat são compostas por :

  • A falésia de Aval (ou portão de Aval): a falésia de Aval é um enorme arco feito de sílex e parece, segundo Guy de Maupassant, um elefante a mergulhar a tromba na água. A falésia do Aval oferece uma vista deslumbrante da aldeia de Etretat, mas também do Manneporte, outra falésia, bem como da entrada da chambre des demoiselles, uma fenda aninhada no alto das rochas. A falésia de Aval deve a sua origem a um rio costeiro que corria ao longo da praia de Etretat e escavava o seu leito, bem como à erosão marinha. Culminando a 80 metros acima do nível do mar, a falésia do Aval é também a mais alta das 3 falésias de Etretat.
  • A arriba de montante (ou Porta de montante): A arriba de montante deve o seu nome ao rio, mais precisamente à sua posição “a montante” no curso de água. A falésia de Amont situa-se do lado direito da cidade de Etretat, virada para o mar. No cimo da falésia, pode ver-se a pequena capela de Notre-Dame de la Garde, bem como o Monumento Nungesser Coli, um pináculo de 24 metros de altura, construído em memória dos aviadores Charles Nungesser e François Coli. A falésia de Amont é acessível através de uma escadaria de 263 degraus e existe também um parque de estacionamento. Com 24 metros de altura, a falésia de Amont é o local ideal para um passeio ou um piquenique em família ao fim-de-semana.
  • La Manneporte: esta falésia, situada no final da praia de Jambourg, deve o seu nome à antiga palavra francesa para “porta grande” e é facilmente identificável pelo diâmetro imponente do seu arco que, segundo Guy de Maupassant, permitiria a passagem de um navio com as velas içadas. O percurso pedestre GR 21 que passa perto do Manneporte oferece uma vista deslumbrante da falésia de Aval, bem como da aiguille creuse. Também é possível admirar o Manneporte na maré baixa, caminhando pela trou à l’homme, uma caverna no penhasco Aval.
  • A agulha oca de Etretat: a agulha oca de Etretat é uma formação rochosa que culmina a 55 metros. Situada longe das falésias, a agulha permanece até hoje um mistério e, segundo o romance de Maurice Leblanc, a agulha seria oca, o que teria permitido à sua famosa personagem de ficção Arsène Lupin esconder-se aí para escapar aos perseguidores.
  • O rochedo de Vaudieu e a agulha de Belval: situada à direita da falésia de Amont, a agulha de Belval eleva-se a 70 metros acima do nível do mar. O rochedo de Vaudieu aparece como uma parede isolada no meio das ruínas. Juntamente com a Porte d’Amont, o rochedo de Vaudieu forma uma enseada onde as correntes giram em círculos.
  • A gruta do bueiro: trata-se de uma pequena gruta que recebeu o nome de um marinheiro sueco que sobreviveu a um naufrágio em 1792. Actualmente, um túnel liga as praias de Etretat e Jambourg.
  • A câmara das donzelas: a câmara das donzelas é uma fenda situada no cimo da falésia de Aval. Segundo a lenda, três irmãs refugiaram-se aí para escapar aos avanços do Senhor de Fréfossé. Furioso, este condenou a entrada da fenda onde as irmãs morreram ao fim de 72 horas. Actualmente, diz-se que os seus fantasmas continuam a assombrar o local.
Os jardins de Etretat oferecem uma vista deslumbrante sobre o mar e as falésias
Os jardins de Etretat oferecem uma vista deslumbrante sobre o mar e as falésias

Os jardins de Etretat

Em 1905, Madame Thébault, famosa actriz e proprietária da Villa Roxelane, criou a primeira zona arborizada na falésia de Amont. Renovados em 2016 pelo arquitecto paisagista Alexandre Grivko, os jardins da villa cobrem uma área de pouco menos de um hectare e são decorados principalmente com esculturas de plantas divididas em 7 temas:

  • O Jardim dos Avatares
  • O jardim das emoções
  • O jardim das impressões
  • O jardim a jusante
  • O jardim a montante
  • O jardim Zen
  • Jardim La Manche

Os jardins de Etretat albergam também uma importante colecção de arte contemporânea e oferecem uma vista deslumbrante sobre o mar, a praia e as falésias. Os jardins, que contêm 150.000 plantas, estão classificados entre os maiores jardins do mundo e também ostentam uma estrela Michelin no Guia Verde.

Durante a sua estadia em Etretat, não se esqueça de visitar a casa de Maurice Leblanc “le clos Lupin”, um museu dedicado ao famoso ladrão. Descobrirá fotografias, quadros e objectos que pertenceram ao seu herói de ficção Arsène Lupin. Encontrará todas as informações necessárias para organizar a sua estadia em Etretat no sítio Web www.lehavre-etretat-tourisme.com

Le Clos Lupin, antiga casa de Maurice Leblanc
Le Clos Lupin, antiga casa de Maurice Leblanc

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

SPONSOR

spot_img

LATEST

Tudo sobre Saint-Tropez: o seu porto, as suas praias e as suas celebridades

Saint-Tropez é uma comuna situada no sudeste de França, na região Provence-Alpes-Côtes d'Azur, no departamento de Var. Antiga aldeia piscatória, Saint-Tropez tornou-se, a partir...

Notre-Dame-de-la-Garde, a basílica que vigia Marselha

Notre-Dame-de-la-Garde, também conhecida como "a boa mãe", é uma basílica situada no sul de França, em Marselha. Construída no cimo de uma colina e...

O Panteão de Paris, monumento à memória dos grandes homens

O Panteão de Paris é um monumento famoso situado no 5º arrondissement da capital, no coração do Quartier Latin, na montanha Sainte-Geneviève. Este edifício...

Mireille Mathieu: biografia de uma voz que ressoa em todo o mundo

Cada época tem os seus ícones e Mireille Mathieu ocupa um lugar especial na paisagem musical francesa. Com a sua voz poderosa e melodiosa,...

Le Royal Monceau Raffles Paris: hotel de luxo de 5 estrelas

O Royal Monceau Raffles Paris é um hotel de luxo de 5 estrelas localizado em Paris. Este palácio parisiense, situado a poucos minutos da...